Elenco de ações realizadas nos 100 primeiros dias de gestão demonstra que setor agropecuário é prioridade no Governo de Sergipe

Seagri apresenta uma série de iniciativas e resultados que garantem a produção dos alimentos em quantidade e qualidades disponibilizadas para consumo da população
Foto: Acom/Seagri

Em cem dias de gestão, o Governo de Sergipe por meio da Secretaria de Estado da Agricultura, Desenvolvimento Agrário e da Pesca (Seagri) apresenta uma série de iniciativas e resultados que garantem a produção dos alimentos em quantidade e qualidades disponibilizadas para consumo da população e apontam para a promoção do desenvolvimento social e econômico de Sergipe e da geração de emprego e renda. As ações dão ênfase ao fortalecimento da agricultura familiar, que corresponde a cerca de 77% dos 93 mil estabelecimentos rurais sergipanos.

As atividades da Seagri, conforme explica o próprio secretário da Agricultura, Zeca Ramos da Silva, “estão perfeitamente alinhadas com o ‘Programa Desenvolve Sergipe’, apresentado pelo governador Fábio Mitidieri no último dia 30 de março”. “São iniciativas que fortalecem nossas cadeias produtivas, garantindo a segurança alimentar da população e apontando para um futuro pujante em nosso setor agropecuário”.

Em Sergipe, os agricultores familiares contam com o apoio do Governo de Sergipe, por meio de diversos programas mantidos, principalmente, pela Seagri e suas vinculadas: Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe (Emdagro), Empresa de Desenvolvimento Sustentável do Estado de Sergipe (Pronese) e a Companhia de Desenvolvimento Regional de Sergipe (Coderse), antiga Cohidro.

Agricultura irrigada
Os seis perímetros públicos irrigados administrados pelo Governo de Sergipe também recebem atenção permanente, por meio da Coderse. Em atividades contínuas como fornecimento de água de irrigação e assistência agrícola aos produtores e ações periódicas, recuperação das estradas de acesso aos perímetros, como a manutenção elétrica e mecânica das estações de bombeamento (EBs), limpeza da vegetação às margens dos canais. Somente na recuperação da EB-02 do perímetro Califórnia, foram investidos R$ 482 mil. Ainda no Califórnia, 35 irrigantes receberam doação de um total de 17.500 metros de mangueiras apropriadas para a adoção das tecnologias mais eficientes de irrigação, a microaspersão ou a irrigação por gotejamento. Os perímetros juntos são responsáveis por uma produção anual de 132 mil toneladas de alimentos, numa área irrigada de 5.902 hectares (ha), com valor bruto anual de R$ 173,7 milhões a estes empreendedores rurais.

Abastecimento de água e recuperação de poços e barragens
São 184 pequenas aguadas e duas médias barragens concluídas neste ano pelo Programa de Recuperação de Barragens do Governo de Sergipe. A política pública ganhou um reforço orçamentário de R$ 2,5 milhões, anunciados pelo governador Fábio Mitidieri, em março. As atividades de limpeza em barragens de pequeno e médio porte visam ampliar a capacidade de acumulação de água desses reservatórios, assoreados e deteriorados pelo tempo de uso. A iniciativa integra o Programa Desenvolve Sergipe, que agora totaliza R$ 4,9 milhões em investimentos, na revitalização dessas reservas de água.

Uma ação importante destes cem dias de governo, em especial para os produtores de leite do Alto Sertão, é a inauguração da obra de recuperação da Barragem Chapéu de Couro, situada no Povoado Barra da Onça, no município de Poço Redondo. A barragem também foi ampliada para receber o novo volume de acúmulo de água de 90.000 m³, fortalecendo a criação do rebanho no município, principal atividade econômica da região, que atualmente possui 2.283 criadores e 42,3 mil cabeças de gado.

 

Fonte: Agência Sergipe de Notícias

 

 

 

Última atualização: 4 de maio de 2023 11:18.