Parceria entre Cohidro e SAAE leva água para comunidades rurais de São Cristóvão

Empresa estadual perfura os poços, enquanto a municipal instala e faz a distribuição

Poço no povoado Ingazeiras [Foto: Fernando Augusto]
Para além dos três poços perfurados e, 2016, na área urbana da cidade de São Cristóvão, a Companhia de Desenvolvimento de Recursos Hídricos e Irrigação de Sergipe – Cohidro, novamente em parceria com o Serviço Autônomo de Água e Esgoto – SAAE do município, está agora no povoado Arame, na perfuração de um sexto poço para atender a localidade rural com um sistema de abastecimento. Antes, também em obras realizadas nesse ano, perfurou os poços dos povoados Novo Horizonte e Ingazeiras e, neste último, já realizou o serviço de limpeza e de teste de vazão. A cooperação entre as empresas continua, até atingir a meta da administração municipal: atender 1.000 famílias.

O Governo do Estado disponibiliza máquinas, projeta e executa a perfuração, enquanto a prefeitura entra com os insumos necessários para viabilizar a obra, conforme informa o diretor de Infraestrutura Hídrica e Mecanização Agrícola da Cohidro, Carlos Vieira. “O termo de cooperação que firmamos com São Cristóvão e com outras prefeituras de Sergipe consiste em fornecer a nossa expertise, as perfuratrizes, funcionários capacitados para a locação, projeto e execução do poço; enquanto a administração do município entra com os materiais necessários para perfurar, revestir e instalar o bombeamento. A rede de distribuição também fica a cargo da SAAE, que vai fornecer água potável para essas localidades”, destacou.

A parceria se insere no projeto Águas de São Cristóvão, da prefeitura, que conquistou o primeiro lugar no Prêmio Cidades Sustentáveis e tem a meta de fornecer água potável e encanada para 1.000 famílias. A Cohidro está perfurando no povoado Arame, localidade onde cerca de 20 famílias, como a de Edilene Ramos, provisoriamente recebem água via carro-pipa da SAAE. “Eu moro aqui há mais de 20 anos, mas passei três anos morando em outro lugar, justamente pela falta de água. Antes era muito sofrimento com essa quantidade de criança, carregar balde e carro de mão, mas agora todos os dias temos o caminhão-pipa. Isso nos ajudou bastante e depois vieram as máquinas para fazer o poço e ajudar a comunidade toda”, avaliou a moradora, que voltou a viver na localidade com o esposo e a filha caçula.

Aduilson do Santos mora há oito anos no Novo Horizonte. Ele planta hortaliças, frutas e plantas medicinais para o consumo da família e vai ampliar essa produção quando puder irrigar, pois hoje dispõe de uma cacimba que só atende o consumo da casa. “Quando chegar a água, a gente pode plantar para vender. Eu parabenizo a Cohidro, que com o Governo do Estado tem chegado junto ao mais necessitados, que é quem está no campo e precisa de condições de vida para poder ‘labutar’ e trazer para a cidade o que mais importa, que é o alimento para a mesa de todo cidadão brasileiro”, disse. Na localidade, a companhia concluiu a perfuração do poço de 132m de profundidade e, em breve, fará a limpeza e o teste de vazão, para a SAAE instalar o sistema de abastecimento.

“Moro aqui há 20 anos, tenho sítio aqui. Consigo água com o vizinho, que doa para a gente duas vezes por semana. Com a água encanada muda tudo, nós vamos poder plantar alguma coisa, os bichos vão ter o que beber, lavar roupa, tomar banho. Todo dia aqui é no carrinho de mão, e agora temos água mineral”, avaliou Gildásio Rosa, logo que bebeu pela primeira vez a água do novo poço do povoado Ingazeiras, onde vive com a esposa e três dos filhos. “Minha casa ainda não está com encanamento, mas eu vou providenciar porque nós não estávamos esperando, já que estávamos na expectativa há mais de 13 anos. Agora a benção veio”, agradeceu o sitiante. Lá, a Cohidro já perfurou, fez o bombeamento de limpeza e o teste de vazão, identificando que o poço tem a capacidade de fornecer 8.800 litros de água por hora.

Última atualização: 20 de fevereiro de 2020 14:15.