[vídeo] Conserto em tubulação do perímetro Califórnia reestabelece irrigação para lotes de maior altitude

Equipe técnica da Coderse no Perímetro Irrigado Califórnia (Canindé de São Francisco), no início do mês atendeu uma reivindicação dos produtores do Setor 6. Todo procedimento realizado, foi para o reparo da tubulação que estava avariada e que reduzia a vazão da água de irrigação, principalmente naqueles lotes situados na parte mais alta do Setor.

A partir do investimento com recursos próprios, a demanda foi atendida com muita presteza e esforço imensurável da parte dos funcionários, ligados à gerência do perímetro Califórnia. Restabelecendo o fluxo de irrigação dentro do padrão da normalidade.

Irrigantes de Tobias Barreto juntam forças com Estado por melhorias em perímetro público

Os 76 pequenos pecuaristas receberam Termos de Concessão de Área, para regularização fundiária em julho

[foto – Fernando Augusto]
A reforma do escritório do Perímetro Irrigado Jabiberi, em Tobias Barreto, foi concluída ainda em junho e foi somente uma das iniciativas conjuntas entre os 76 produtores irrigantes que ocupam os lotes do projeto de irrigação e a Companhia de Desenvolvimento de Recursos Hídricos e Irrigação de Sergipe (Cohidro). A empresa subsidiária da Secretaria Estado da Agricultura, do Desenvolvimento Agrário e da Pesca (Seagri) fornece materiais, máquinas e parte da mão de obra, enquanto que os produtores entram com a outra parte da força de trabalho. Assim está sendo, nos dias em que as frequentes chuvas permitem, na limpeza e reparo dos canais de irrigação que percorrem todo perímetro e começou, nesta semana, na obra de duplicação de adutora, para ampliar o acesso à água em 10 lotes.

São lotes como o de José Domingos, situados na outra margem do Rio Jabiberi e que dependem de uma tubulação que interliga os canais de irrigação. Por enquanto, ele usa a água para irrigar o capim suficiente para atender somente quatro vacas de leite. Produção que ele entrega ao laticínio anexo ao perímetro. “Ajuda bastante, porque a gente sofre com a disponibilidade de água, não chega o suficiente para produzir. Daí, tendo esta quantidade aumentada, vai melhorar a qualidade de vida, o nosso trabalho para a gente produzir mais. E a gente ajuda, o pessoal está limpando e reformando os canais, colaborando. Se a Cohidro está ajudando, a gente tem que ajudar também a desenvolver o nosso perímetro, pois quem vive aqui somos nós”, considerou José Domingos, voluntário no trabalho que vai dobrar a quantidade de água que chega ao seu e aos lotes vizinhos, permitindo ampliar os rebanhos e a produção.

“Por sorte, até o momento não foi preciso interromper o fornecimento de irrigação por conta da obra de duplicação da adutora. Tem chovido bem por esses dias e ainda não há necessidade e irrigar todos os dias”, explicou o técnico agrícola da Cohidro, José Reis Coelho, que presta assistência aos irrigantes do perímetro Jabiberi. Ele recorda que outra ação conjunta, entre a empresa e os irrigantes, proporcionou uma maior autonomia ao perímetro nos períodos de estiagem. Economizando água no período de distribuição, que foi reduzido de 12 para 6 horas diárias.

“Em 2019, em parceria, a Cohidro forneceu a retroescavadeira e o operador, enquanto os produtores custearam o combustível gasto para a escavação de reservatórios com capacidade de 100.000 litros de água. Isso permitiu que a Cohidro liberasse a água para o enchimento dos reservatórios durante o período diurno, com uma recarga diária para o produtor irrigar no período da noite. Antes, com reservatórios menores, era preciso várias recargas durante a irrigação noturna”, pontou José Coelho.

José Ricardo dos Santos, irrigante do Jabiberi, sempre participa dos mutirões das obras de revitalização do perímetro. “Como sempre, através da Cohidro, a gente vem fazendo serviços para melhoramentos, para economizar sempre mais água. Que é o que a gente precisa. Para evitar perda de água, em buracos no canal, que foi todo renovado. A minha parte eu fiz e os outros produtores estão fazendo. Só não concluiu ainda por causa da chuva. A Cohidro está sempre nos ajudando aqui, eu quero agradecer e parabenizar o perímetro Jabiberi”, disse. Ao mesmo tempo, o pequeno pecuarista está animando com recuperação das estradas que está prestes a ocorrer. “É muito importante, está precisando de mais, há muito tempo que a gente vem sofrendo, que não teve nenhuma melhoria. E hoje, graças a Deus, nós temos uma promessa boa de melhorar os nossos caminhos, para a gente passar, porque está horrível”.

Em julho, o governador Belivaldo Chagas foi ao Jabiberi entregar 76 Termos de Concessão de Área, para regularização fundiária dos irrigantes e assinou um Termo de Cooperação entre a Cohidro e o Departamento Estadual de Infraestrutura Rodoviária de Sergipe (DER). O gerente do Jabiberi, José Fernandes de Oliveira, informa que, também nesta semana, uma equipe de engenheiros do DER foi ao perímetro fazer o levantamento das estradas. “São as estradas internas (que interligam os lotes à agrovila de moradores e também ao laticínio) que começam as obras. Mas a estrada que liga o perímetro à SE-170, asfaltada, também será recuperada. É por onde é escoada a produção do laticínio. Da mesma forma que as estradas do perímetro, depois de recuperadas, vão facilitar a entrega diária do leite para o beneficiamento”, avaliou, informando, ainda, que a obras estão dependendo das chuvas cessarem para terem início.

Última atualização: 15 de novembro de 2022 15:03.