[galeria de fotos] Outubro Rosa na Coderse levou equipe multidisciplinar do Instituto Acolher-SE para evento com funcionárias

Ações da Coderse priorizam importância à prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama e do colo do útero.
A enfermeira Fernanda Sena, do Acolher-SE, conta que o instituto tem equipe multidisciplinar para oferecer aos pacientes oncológicos um atendimento humanizado // Foto: Mirely Rodrigues – Ascom/Coderse

Em alusão ao Outubro Rosa, mês de conscientização e incentivo à prevenção e ao diagnóstico precoce do câncer de mama e colo de útero, foi realizada, na manhã desta quarta-feira, 18, a Roda de Conversa ‘Mulheres que se cuidam com amor’. Reunindo as funcionárias da Companhia de Desenvolvimento Regional de Sergipe (Coderse), vinculada à Secretaria de Estado da Agricultura, Desenvolvimento Agrário e da Pesca (Seagri), e a equipe multidisciplinar do Instituto Acolher-SE.

O Instituto Acolher-SE, com sede em Pirambu, no leste sergipano, acompanha pacientes oncológicos a partir de uma equipe multidisciplinar, como explica a enfermeira Fernanda Sena, que integra a equipe. “Temos oncologista, enfermeiro, técnico de enfermagem, educador físico, psicólogo, fonoaudiólogo e fisioterapeuta, para que, no instituto, o tratamento seja feito de uma maneira mais leve e humanizada”, detalhou.

A maior parte dessa equipe se apresentou às funcionárias da Coderse, com palestras e dinâmicas de grupo. “À convite de Patrícia Moura [diretora Administrativa e Financeira da Coderse], estamos aqui hoje para falar com as mulheres sobre a conscientização da prevenção contra o câncer de mama. A gente precisa orientar a respeito do autoexame e da importância na realização dos exames”, complementou a enfermeira Fernanda Sena.

Patrícia Moura tem uma história de superação da doença e sabe o quanto é importante o trabalho de conscientização. “Eu, como paciente oncológica, acho que a minha obrigação, como cidadã, é trazer um assunto tão importante no mês de alusão ao combate do câncer de mama. Tenho certeza que as mulheres vão sair com o intuito de se observar mais, estarem atentas aos sinais que o corpo dá e fazer o autoexame, correndo atrás da detecção e do diagnóstico precoce”, enfatizou a diretora da Coderse.

A assistente administrativa da Coderse, Luciene Pinto, participou de toda a roda de conversa e parabenizou o evento. “Eu achei muito bom. Acho que todo mundo gostou. Nós, às vezes, somos donos do nosso próprio corpo e não nos conhecemos. Para mim, foi muito gratificante. Organização maravilhosa”, pontuou.

As ações de Outubro Rosa da Coderse são organizadas pela Diretoria Administrativa e Financeira, por meio da Divisão de Bem-Estar Social. No início do mês, a sede e unidades do interior foram decoradas com o tema da campanha. Houve a distribuição do simbólico laço rosa e material informativo impresso, cedido pelo Sesi Sergipe. Outra empresa parceira que colaborou com o evento foi a Deso, que doou copos de água personalizados com o tema Outubro Rosa.

De acordo com a médica oncologista clínica Erijan Andrade, que atua no Acolher-SE, é importante levar o Outubro Rosa para todas as mulheres. “Estima-se que haverá mais de 300 novos casos de câncer de mama em 2023, em Sergipe. É o mais frequente em mulheres, e se a gente fizer diagnóstico precoce, a chance de cura é de mais de 90%. Cada vez mais, a gente, no Outubro Rosa, está também falando dos outros cânceres, com todo esse trabalho de conscientização, da mamografia, dos cuidados com a saúde, de atividade física, de melhor consumo dos alimentos. Assim, conseguimos prevenir ou tratar de forma mais precoce os cânceres no futuro”, considerou.

Para a funcionária da Comissão Interna de Licitação da Coderse, Ana Paula Bispo Lima, a roda de conversa foi muito proveitosa, especialmente pela estrutura multidisciplinar. “Vários profissionais puderam tirar nossas dúvidas. Eles trouxeram coisas já vividas, para a gente poder se espelhar. Foi uma iniciativa bem proveitosa”, disse.

Fotos: Mirely Rodrigues / Ascom Coderse

Última atualização: 14 de novembro de 2023 17:41.