Governador cobra recursos para recuperação de barragens no Sertão

Foto: Roque Sá

O governador Jackson Barreto cumpre agenda administrativa em Brasília, onde busca recursos e investimentos para Sergipe. Nesta quarta-feira, 17, ele reuniu-se com o ministro da Integração, Helder Barbalho, para solicitar a liberação de R$ 989.924,59 para recuperação da barragem da Barra da Onça, em Poço redondo, e para construção de duas aguadas nos municípios de Porto da Folha e Nossa Senhora da Glória.

Jackson lembrou que a solicitação foi feita durante visita ao município de Poço Redondo, para entregar material forrageiro e o Centro de Educação Profissional Dom José Brandão de Castro. Na ocasião, o governador conversou por telefone com o ministro, que solicitou o envio de um projeto sobre a utilização dos recursos.

“Na minha ida ao Sertão, Frei Enoque e moradores do assentamento Barra da Onça cobraram a recuperação dessa barragem. O orçamento dela está acima de R$ 700 mil, não tenho esse dinheiro agora. Liguei para o ministro Helder Barbalho, pedindo que me ajudasse e ele pediu que fizesse um projeto e desse entrada até segunda-feira. Fizemos o solicitado e viemos pessoalmente entregar a cópia do projeto. Fizemos um projeto pra Barra da Onça de R$ 700 mil e um de R$ 300 mil para duas barragens da região, no valor de 150 mil cada uma”, explicou o governador.

As três intervenções perfazem um investimento de R$ 1.010.127,13, dos quais R$ 989.924,59 oriundos do Ministério da Integração Nacional e R$ 20.202,54 de contrapartida estadual. As ações beneficiarão comunidades do Alto Sertão, cuja atividade econômica é a pecuária leiteira. O prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira, acompanhou a reunião.

Recuperação de barragens
O Programa de Recuperação de Barragens do Governo do Estado, edição 2017, atendeu as 12 unidades previstas para receberem o benefício neste ano. Ainda em março, foram concluídas as barragens públicas Prefeito Manoel Soares, em Frei Paulo, as das comunidades Serra da Guia e Queimadas, em Poço Redondo. Já entre abril e maio, outros destes reservatórios em Cedro de São João, Carira, Tobias Barreto, Poço Verde, Porto da Folha, Nossa Senhora da Glória, Canindé de São Francisco, Gararu e Nossa Senhora de Lourdes findaram as obras já acumulando a água das chuvas deste período.

Alguns desses reservatórios possuem mais de 70 anos de construídos e atendem múltiplas necessidades, sendo que a dessedentação animal é uma prática comum em todos. São reservatórios escavados que dependem da chuva para o enchimento. Além de recuperar a estrutura de captação e represamento nesses antigos açudes, existe também a finalidade de ampliar a capacidade, preparando-os para acumular maior volume de água.

Fonte: Agência Sergipe de Notícias

Última atualização: 16 de outubro de 2017 09:11.