Coderse leva serviços para população de Porto da Folha no ‘Sergipe é aqui’

Companhia recuperou 78 pequenas barragens em povoados daquele município em 2023
Foto: Ascom/Coderse

A Companhia de Desenvolvimento Regional de Sergipe (Coderse) esteve presente durante a terceira edição do ‘Sergipe é aqui’ realizada pelo Governo do Estado, na última sexta-feira, dia 14 , na cidade de Porto da Folha, região do alto sertão. Durante o evento, técnicos da área de recursos hídricos, componentes e maquete do Programa Água Doce (PAD) em Sergipe e a sua diretoria executiva, ofereceram atendimento ao público, que compareceu em peso ao evento.

No posto de atendimento montado em Porto da Folha, o foco foi a orientação sobre os serviços de locação, perfuração, bombeamento e teste de vazão, além da instalação e ampliação de sistemas de abastecimento. Também foram dadas informações sobre os programas Água para Todos e PAD, que só em Porto da Folha, implantou três unidades produtoras de água dessalinizada.

A partir da expectativa do governador Fábio Mitidieri, de fazer um evento mensal, sempre em diferentes municípios sergipanos, o diretor-presidente da Coderse, Paulo Sobral, disse que o ‘Sergipe é aqui’ está sendo uma ótima oportunidade para aproximar a companhia estadual da comunidade. “Nós recebemos diariamente na Coderse pessoas de todo interior do estado, o que inclui Porto da Folha e o Alto Sertão. Com esta ida aos eventos, é a chance para mais pessoas tenham acesso aos nossos serviços, criando um novo vínculo ou para consultar o andamento das solicitações”, considerou Paulo Sobral, ao destacar que o público também pode conhecer a empresa e o que ela fez pelo estado nos seus 40 anos de história, completados esse ano.

São mais de quatro mil poços perfurados no estado pela Coderse, empresa vinculada à Secretaria de Estado da Agricultura, Desenvolvimento Agrário e da Pesca (Seagri). Ana Celma Goes,  que vive em um assentamento de reforma agrária no povoado São José, há 7km da sede municipal de Porto da Folha, afirmou que a implantação de poços ajuda a comunidade.

“São 10 assentados. Um poço artesiano lá é muito interessante para nós, porque nós não temos água encanada e o solo lá não é um solo muito resistente para a água, então as fontes secam cedo. Seria a salvação para todos. Nós estamos pagando muito alto, o custo da água é R$ 150 uma carrada e onera muito o custo da produção”, disse Ana Celma, que procurou a Coderse no ‘Sergipe é aqui’ para entregar um ofício solicitando a perfuração de um poço.

Recuperação de barragens
A ação itinerante do Estado e seus entes públicos, abriu a possibilidade para a comunidade solicitar os serviços da empresa pública. Diretor de Infraestrutura e Mecanização Agrícola da Coderse (Dinfra), Ernan Sena avalia positivamente o ‘Sergipe é aqui’ e informa que já foram recuperadas pela companhia, 78 pequenas barragens de Porto da Folha em 2023.

“No ‘Sergipe é Aqui’, a ideia é a de transferir nossos escritórios para o local do evento. Então, estamos à disposição para receber as demandas da população, no que se refere à perfuração, instalação e manutenção de poços. Além da recuperação de pequenas e médias barragens de terra, pelo nosso programa de recuperação. Sempre lembrando que a prioridade de atendimento dessas demandas é a execução de obras e serviços que atendam o coletivo. Que venham favorecer toda a comunidade rural que não dispõe de outro acesso à água”, orientou Ernan Sena.

Água Doce
O PAD levou ao ‘Sergipe é aqui’ uma maquete para ilustrar aos visitantes como funciona uma unidade de produção de água dessalinizada. O programa é coordenado pela Seagri. Em Porto da Folha, 146 famílias receberam unidades do PAD.

A Coderse participa do Núcleo do PAD com outras empresas públicas e órgãos, como a Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe (Emdagro). Nele, a companhia executa ações de manutenção das 29 unidades implantadas no estado e atua para oferecer aos usuários uma melhor gestão e a ampliação no número de sistemas, a fim de atender outras comunidades.

“Contratamos empresas, licitadas através da Coderse, para atuar no PAD. São contratos de manutenção e monitoramento, capacitação dos operadores, sustentabilidade ambiental e de apoio à gestão. Essas empresas serão fiscalizadas pela Coderse e irão trabalhar paralelamente ao trabalho dos técnicos do Governo do Estado”, informou o coordenador estadual do PAD, Vandesson Carvalho.

Última atualização: 26 de maio de 2023 05:18.